Página Inicial >> Notícias >> Sobe 139,8% número de denúncias de violação de direitos de idosos em Pernambuco

Sobe 139,8% número de denúncias de violação de direitos de idosos em Pernambuco

De acordo com governo do estado, entre janeiro e o início de abril deste ano, houve 391 queixas. No mesmo período de 2018, foram notificados 163 casos.

Subiu 139,8% o número de denúncias de violações de direitos de idosos, entre janeiro e o início de abril, em Pernambuco. De acordo com a Secretaria de Justiça e Direitos Humanos (SJDH), foram 391 queixas registradas, contra 163 casos contabilizados no mesmo período de 2018.

Os números foram divulgados nesta quinta-feira (11), pelo Centro Integrado de Atenção e Prevenção à Violência Contra a Pessoa Idosa (Ciappi), programa vinculado ao governo do estado. A negligência, que configura violência intrafamiliar ou doméstica, é uma das violações mais comuns.

Também estão no topo da lista de denúncias casos de violências psicológica e financeira. O centro aponta falhas nos cuidados do idoso, como abandono, maus-tratos por pessoas com laços de sangue, como pais e filhos, ou unidos de forma civil, como marido e esposa, e ainda genro e sogra.

Para o Ciappi, o aumento dos registros foi provocado por vários fatores, sendo o principal deles a divulgação das ações de enfrentamento à violência contra o idoso.

Os casos podem ser denunciados ao Ciappi por meio do telefone (81) 3182.7649, pelo e-mail ciappi2016@gmail.com ou na sede do órgão, localizado na Rua Santo Elias, 535, no bairro do Espinheiro, Zona Norte do Recife.

O Ciappi conta com atendimento especializado, escuta qualificada e humanizada, serviço de orientação psicossocial e jurídica voltada à pessoa idosa.

Aumento em 2018

O número de denúncias de violência contra idosos cresceu 38,8%, em Pernambuco, entre os anos de 2017 e 2018. De janeiro a novembro do ano passado, foram registradas 379 denúncias intrafamiliares de violações dos direitos dos idosos, o que equivale a 106 casos a mais que em 2017.

Compartilhar nas redes