Página Inicial >> Notícias >> Michel Temer visita o Sertão de Pernambuco na sexta-feira, para ver obras da transposição do Rio São Francisco

Michel Temer visita o Sertão de Pernambuco na sexta-feira, para ver obras da transposição do Rio São Francisco

Nesta sexta-feira, 03 de agosto de 2018, o presidente Michel Temer visita à cidade de Salgueiro, no Sertão de Pernambuco, para participar da cerimônia de acionamento da terceira Estação de Bombeamento do Eixo Norte do projeto de transposição das águas do São Francisco.

O rio São Francisco nasce na Serra da Canastra (MG), e chega a sua foz, no Oceano Atlântico, entre Alagoas e Sergipe, percorrendo cerca de 2.800km, passando por Minas Gerais, Bahia, Pernambuco, Alagoas e Sergipe.

A área possui 503 municípios e engloba parte do Semiárido, que corresponde a aproximadamente 58% dessa região hidrográfica, que está dividida em quatro unidades: Alto, Médio, Submédio e Baixo São Francisco.

No mês passado, o pré-candidato à presidência da República pelo MDB, o ex-ministro da Fazenda Henrique Meirelles, falando com empresários na Federação da Indústria do Rio Grande do Norte (Fiern), defendeu a transposição das águas do Rio Tocantins para os afluentes do Rio São Francisco, fortalecendo o ‘Velho Chico’ e auxiliando na tarefa de abastecer a região.

“Já estamos em estudos técnicos preliminares para ver a transposição de águas do (Rio) Tocantins para o São Francisco. É um percurso um pouco longo, mas já estamos estudando a viabilidade e já existem experiências neste sentido”, afirmou. Aos empresários, Meirelles prometeu que, se eleito, colocará os problemas do Nordeste como prioridade para serem resolvidos pelo governo.

Nesta quarta, o Diário Oficial da União publicou a Resolução ANA nº 51/2018, que prorroga a redução temporária da vazão mínima liberada pelos reservatórios de Sobradinho e Xingó no patamar de 550m³/s na média diária e 523m³/s para descargas instantâneas a serem praticadas pela Companhia Hidro Elétrica do São Francisco (CHESF). A medida da Agência Nacional de Águas (ANA) tem vigência até 30 de novembro.

O patamar médio de 550m³/s é o menor já praticado nos reservatórios e está vigente desde julho do ano passado com a publicação da Resolução ANA nº 1.291/2017.

Compartilhar nas redes