Página Inicial >> Notícias >> Secretário de Saúde diz que o Sertão vive pior momento; saiba o que está proibido de funcionar em Serra Talhada

Secretário de Saúde diz que o Sertão vive pior momento; saiba o que está proibido de funcionar em Serra Talhada

O secretário de Saúde de Pernambuco, André Longo, justificou, nessa quinta-feira (10), as razões para medidas mais duras na chamada III Macro Região, que engloba Serra Talhada, Arcoverde e Afogados da Ingazeira. O crescimento de pedidos por leitos de UTI foi a ‘gota d’água’. “A região vive seu pior momento em termos de solicitações de UTI, com um crescimento de 57% nos primeiros dias desta semana”, disse o secretário, durante coletiva.

A partir de segunda-feira (14) até o dia 20 de junho, nos municípios das Gerências Regionais de Saúde (Geres) VI, X e XI – com sedes em Arcoverde, Afogados da Ingazeira e Serra Talhada, respectivamente – só poderão funcionar, diariamente, as atividades permitidas no decreto, consideradas essenciais.

ESTÃO COM FUNCIONAMENTO PROIBIDOS:

Academias e similares; serviços de alimentação (bares, restaurantes e lanchonetes); ciclofaixas destinadas a atividades de lazer ou recreativas; clubes sociais, esportivos e agremiações (academias, bares, restaurantes e salões de beleza); comércio varejista de bairros; comércio varejista do Centro; competições e práticas esportivas coletivas, profissionais ou voltadas ao lazer.

ESCOLAS, IGREJAS E SHOPPING TAMBÉM PROIBIDOS

Escolas e universidades, públicas e privadas; escritórios comerciais e prestação de serviços; eventos corporativos; eventos culturais; eventos sociais; feira de negócios; igrejas e atividades religiosas; museus e demais equipamentos culturais; praias marítimas e fluviais, inclusive os calçadões, parques e praças; polo de confecções; shoppings centers e galerias comerciais.

Hits: 9

Compartilhar nas redes