Página Inicial >> Notícias >> Funcionários dos Correios adiam greve após pedido do TST

Funcionários dos Correios adiam greve após pedido do TST

A Federação Nacional dos Trabalhadores em Empresas de Correios e Telégrafos e Similares (Fentect) orientou, após reunião na tarde de quarta-feira (31), que os funcionários dos Correios aceitassem o prazo de 30 dias solicitado pelo ministro do Tribunal Superior do Trabalho (TST), Renato Paiva, para tentar construir uma nova proposta de acordo para a categoria. O estado de greve, sem paralisação até 31 de agosto, está mantido.

Após assembleias, a categoria havia anunciado o início da paralisação para a noite de ontem. Os trabalhadores protestam contra o baixo “reajuste salarial e contra a retirada de direitos históricos da categoria”.

Uma das alterações propostas pela empresa é a exclusão de pais como dependentes no plano de saúde dos funcionários e aumento na coparticipação do plano, que hoje está por volta de 30%. O reajuste salarial proposto é de 0,8%, valor considerado irrisório pela federação.

Compartilhar nas redes