Página Inicial >> Notícias >> Aplicativo que mostra versão do sexo oposto é suspeito de roubar dados

Aplicativo que mostra versão do sexo oposto é suspeito de roubar dados

Um aplicativo que transforma sua foto na versão do sexo oposto tem se tornado febre entre celebridades e internautas nos últimos dias. No entanto, a brincadeira pode utilizar dados pessoais do usuário.

Com a viralização do aplicativo, milhões de pessoas aderem quase que instantaneamente a plataforma para participar da brincadeira. Mas para utilizar o aplicativo é necessário aceitar os termos e condições, além de fornecer dados pessoais ao fabricante.

Ao programa Balanço Geral, o advogado Luiz Augusto D’Urso fez um alerta aos usuários para tomar cuidados com as exigências de uso dos aplicativos antes de baixá-los.

“Se o aplicativo colhe dados dentro do seu celular, sabendo o que você gosta, curte, compartilha e você ainda abre mão da sua imagem, poderia ter um uso absurdo com relação aos seus dados”, alerta.

O mesmo app, que atualmente é tema de brincadeira, foi alvo de reclamações no final do ano passado durante a febre para descobrir como ficaria o rosto envelhecido.

“Esse aplicativo investigado pelo FBI foi notificado também pelo Procon de São Paulo e a resposta [do aplicativo] nunca aconteceu”, relata o advogado.

IstoÉ

Compartilhar nas redes