Página Inicial >> ASSESSORIA DE IMPRENSA >> SAUDE >> Pajeú chega a 691 casos positivos da Covid-19

Pajeú chega a 691 casos positivos da Covid-19

De acordo com os últimos boletins epidemiológicos divulgados nesta terça-feira (16.06), pelas secretarias de saúde dos municípios do Pajeú, dezesseis, das dezessete cidades da região, tem casos confirmados de Covid-19. Juntas somam, 691 casos.

Doze municípios registraram 47 confirmações nas últimas 24 horas. Serra Talhada registrou 16 novos casos, Tabira (7), São José do Egito (6), Carnaíba (4), Afogados da Ingazeira (3), Flores (3), Tuparetama (1), Calumbi (1), Quixaba (1), Iguaracy (1), Santa Terezinha (2) e Ingazeira (2).

Portanto, os números de casos confirmados no Pajeú ficam assim: Serra Talhada, continua liderando o número de casos na região e conta com 286 confirmações. Logo em seguida, com 84 casos confirmados está TabiraSão José do Egito tem 70, casos.

Carnaíba está com 38, Afogados da Ingazeira subiu para 37, Triunfo tem 30, Tuparetama chegou aos 24 casos confirmados, Iguaracy e Flores tem 23, Brejinho tem 20, e Itapetim tem 14 casos confirmados.

Calumbi subiu para 12 casos, Quixaba tem 11 casos, Santa Terezinha tem 10, Ingazeira está com 7 casos e Santa Cruz da Baixa Verde tem 2 casos confirmados.

Solidão segue sem nenhum registro de pessoas contaminadas pelo novo coronavírus.

Mortes – Com mais um óbito registrado em Serra Talhada nesta terça-feira, a região do Pajeú tem agora 29. Até o momento, nove cidades registraram mortes. São elas: Serra Talhada, 7 óbitos, Carnaíba e Tabira têm 5 cada, Triunfo tem 4, Quixaba 3, Tuparetama 2, Iguaracy, Itapetim e São José do Egito com 1 óbito cada.

Santa Cruz da Baixa Verde descartou o óbito, que estava em investigação.

Recuperados – Com mais sete curas clínicas registradas nesta terça (16), as dezesseis cidades da região, que possuem casos confirmados registraram 400 recuperados. O que corresponde a 57,88% dos casos confirmados.

O levantamento foi feito às 08h15 da manhã desta quarta-feira (17.06), com os dados fornecidos pelas secretarias de saúde dos municípios.

Via: Nill Júnior

Compartilhar nas redes