Página Inicial >> ASSESSORIA DE IMPRENSA >> SAUDE >> Alerta: Hospam com 100% de leitos de Covid lotados e Serra Talhada registra aumento nas internações no Hospital Eduardo Campos

Alerta: Hospam com 100% de leitos de Covid lotados e Serra Talhada registra aumento nas internações no Hospital Eduardo Campos

Até essa segunda-feira (4), o setor de UTI Covid do Hospam em Serra Talhada havia atingido sua capacidade máxima, com oito pessoas de Serra internadas e mais dois pacientes de fora. Na live da Prefeitura, neste início de semana, a secretária executiva de Saúde, Alexandra Novaes, alertou que o número de internamentos de serra-talhadenses cresceu também na UTI do Hospital Eduardo Campos (HEC) e nos leitos de retaguarda, contabilizando até agora 20 pessoas da Capital do Xaxado.

“Hoje Serra Talhada conta com 25 pessoas em isolamento domiciliar e 20 pessoas internas, o que vem nos preocupar é a questão do número de internos, o que está fazendo esses internamentos aumentarem”, disse Alexandra Novaes. Ela novamente demonstrou preocupação com o comportamento das pessoas em não procurarem o serviço de saúde logo nos primeiros sintomas, tese que estaria facilitando a evolução dos efeitos agravantes do vírus no corpo humano.

“Nós temos de Serra Talhada 20 pessoas internas, entre elas 8 estão no Hospam. O Hospam tem 10 leitos de UTI, e todos estão ocupados com 8 pessoas de Serra e duas de outros municípios, o leito de retaguarda hoje tem 5 pessoas internas, no Hospital Eduardo Campos [pacientes] de Serra Talhada a gente tem 7 pessoas internas, uma delas na clínica médica e 6 na UTI. A UTI do Eduardo Campos hoje conta com 31 pacientes, são 40 leitos e essa semana vai ser ampliado mais leitos de UTI no Eduardo Campos, porque a gente vem recebendo muita demanda de pessoas de outros municípios”, frisou.

“HOJE A GENTE VEM SE ASSUSTANDO COM ISSO”

Apesar de destacar um aumento no número de internamentos de serra-talhadenses em UTIs, Alexandra Novaes ressaltou que é ainda relativamente baixo se comparado com o universo populacional da cidade. “Apesar de Serra Talhada ter tido um aumento no número de internos, é um número ainda baixo para quantidade da população que a gente tem, mas a gente realmente não queria ter ninguém de Serra Talhada ou de nenhum outro lugar”. Alexandra também lamentou os últimos quatro óbitos ocorridos na cidade durante este fim de ano.

“Infelizmente a gente confirma cada vez mais os nossos idosos, eles estão sendo as vítimas do Covid, as pessoas que estão indo a óbito… a gente teve um período aí atrás que vinha todo o mundo se comportando direitinho, deu uma reduzida na questão dos internamentos, e hoje a gente vem se assustando com isso, então, o que é que está levando a esse agravamento? Realmente, além das pessoas que saem, jovens que vão para as festas e não tomam os cuidados necessários e levam esse vírus para dentro de suas casas e colegas de trabalho, a gente ainda tem as pessoas que não estão procurando a unidade de saúde no início dos sintomas, qualquer sintoma procure ajuda, procure um médico”.

Via: Farol

Compartilhar nas redes