Página Inicial >> ASSESSORIA DE IMPRENSA >> POLÍTICA >> João Campos mantém liderança no Recife. Marília descola em segundo lugar

João Campos mantém liderança no Recife. Marília descola em segundo lugar

Pesquisa Datafolha divulgada nesta quinta-feira (5) aponta os seguintes percentuais de intenção de voto para a prefeitura do Recife nas Eleições 2020:

O candidato João Campos (PSB) lidera com 31%, seguido de Marília Arraes (PT), com 21%. Na sequência, Mendonça Filho (DEM) tem 16% e a Delegada Patrícia (PODEMOS) aparece com 14%. Marília subiu três pontos, João se manteve estável e Mendonça oscilou um ponto para mais. Já a Delegada Patrícia perdeu dois pontos.

Bem mais abaixo, Coronel Feitosa (PSC): 2%; Carlos (PSL): 1%; Charbel (Novo): 1%.  Nenhum/branco/nulo somam 12%. Não  sabem ou não responderam 3%.

Thiago Santos (UP), Marco Aurélio Meu Amigo (PRTB) e Claudia Ribeiro (PSTU) foram citados, mas não atingiram 1% das intenções de voto. Victor Assis (PCO) teve a candidatura indeferida pela Justiça Eleitoral.

De acordo com o Datafolha, a rejeição a Delegada Patrícia mais que dobrou nos últimos 10 dias. No levantamento, realizado entre 20 e 21 de outubro, 15% rejeitavam a possibilidade de votar na delegada, o menor índice entre todos os candidatos. Na primeira semana de outubro, a rejeição a ela era ainda mais baixa (13%), ou seja, no período de um mês, a taxa dos que não votariam de jeito nenhum em Delegada Patrícia subiu 169%.

O Datafolha também questionou se, caso o segundo turno da eleição para prefeito fosse hoje, em qual candidato os eleitores votariam, apresentando três cenários. Os números são os seguintes: João Campos bateria Marília Arraes por 43% a 35%. sobre Mendonça Filho 49% a 33% . E contra a Delegada Patrícia, 50% x 31%.

A pesquisa foi encomendada pela TV Globo e pelo jornal “Folha de S.Paulo”. Margem de erro: 3 pontos percentuais para mais ou para menos. Quem foi ouvido: 924 eleitores da cidade do Recife. Quando a pesquisa foi feita: nos dias 3 e 4 de novembro. Número de identificação no TRE-PE: PE-06862/2020. O nível de confiança utilizado é de 95%. Isso quer dizer que há uma probabilidade de 95% de os resultados retratarem o atual momento eleitoral, considerando a margem de erro.

Via: Nill Júnior

Compartilhar nas redes