Página Inicial >> ASSESSORIA DE IMPRENSA >> POLÍTICA >> Betânia: bancário põe abaixo o último coronel do Sertão

Betânia: bancário põe abaixo o último coronel do Sertão

A pequena Betânia, a 347 km do Recife, com apenas 12 mil habitantes, foi libertada em 2016 do reinado do coronel Val Araújo (DEM) pelas mãos de Mário Flor (Republicanos), um bancário de jeito manso, gentil e corajoso, reeleito prefeito nas eleições passadas.

Antes de entrar na política, Mário chefiava o posto da Caixa Econômica Federal do município. Caiu na graça do povo e, eleito, promoveu uma mudança estrutural de gestão, arquivando as políticas assistencialistas do grupo adversário, que comandou os destinos de Betânia por 28 anos.

Ao longo de quase três décadas, Betânia viu passar pela Prefeitura o próprio Val, por dois mandatos, sua esposa, parentes e agregados. Ele detinha tanto poder de mando que, ao renunciar o mandato em 2002, fez uma manobra inacreditável: para um vereador da sua confiança assumir, obrigou o vice-prefeito a renunciar e também o presidente da Câmara. Promoveu uma nova eleição na Câmara para um parente ser eleito presidente, o qual transformou em prefeito.

Esse jogo sujo, típico de coronel, virou uma lenda no município. Mas nada como o tempo para libertar um povo sofrido. “Nosso governo tem uma sintonia perfeita com a população. Tudo hoje se resolve no diálogo, na democracia”, diz Mário. De tão popular, o ex-bancário foi reeleito de braçada na eleição passada, sepultando de vez a volta de Val ao poder.

Em 1872, as terras onde hoje se localiza o município de Betânia constituíam a Fazenda Caiçara dos Órfãos, de propriedade de Manoel Pereira. Em 1902, foi construída uma escola de alfabetização, a cargo do professor José Antonio de Souza Guerra. Em 1911, instalou-se a feira livre no local.

Estas duas iniciativas induziram o povoamento. Em 1912, o nome da localidade, então Caiçara dos Órfãos, foi trocado para Betânia, por sugestão do Padre José Ribeiro. Pela Lei Estadual 1319, de 13 de junho de 1916, foi elevada à categoria de vila e 4º Distrito de Floresta. O distrito de Betânia foi criado em 6 de dezembro de 1928, pela Lei Municipal n. 2, subordinado ao município de Custódia. O município foi instalado em 19 de março de 1962.

Do blog Magno Martins

Compartilhar nas redes